Connection Information

To perform the requested action, WordPress needs to access your web server. Please enter your FTP credentials to proceed. If you do not remember your credentials, you should contact your web host.

Connection Type

AEW GALERA…

 em Doc. Eletrônico

 

*Angelo Volpi Neto


E daí, é que existem alguns direitos que são universais, valem para todo mundo, um dos mais importantes deles é o da privacidade…

Sabe quando você quer ficar sozinho trancado no quarto, seja para olhar as paredes ou fazer intimidades…é isso mesmo, aquilo que agente não quer que ninguém saiba, ou no mínimo uma pessoa “no planeta”, e mais ninguém. Então, essa vontade do ser humano de manter certos assuntos dentro de casa é lei, e quem desrespeitá-la pode ser punido…

Então, tipo assim, se vc receber uma foto de alguém pelado, mesmo que tenha sido ele(a) que te enviou, nunca passe re-envie ou divulge a terceiros, pois estará cometendo um crime. É isso mesmo, porque amanhã, se a foto da pessoa estiver surfando pela internet, quem te passou pode alegar que foi um momento de intimidade devido ao seu relacionamento, o que não tem nada de errado…só que não era para colocar no blog, fotolog, orkut, etc…

Da mesma forma, xingar ou ofender alguém com mentiras, também é considerado crime de “ofensa a honra e difamação”.

Então galera, a parada é o seguinte, a diferença entre analógico e digital é tipo assim:

Binário teve um ataque de nervos e xingou a namorada na festa, todo mundo viu , foi a maior muvuca… No dia seguinte na escola a fofoca rolou solta… “Binário tava irado, xingou daquilo e daquele outro tambem, e a Mouse falou que a Binária disse, que ele é um mané e não consegue fazer aquilo subir rsrsrsrs…

Então, galera esse papo, por enquanto é todo é analógico, cada um conta sua versão, ninguém gravou, filmou ou fotografou. Tudo é relativo, muito papo furado, se Binária contar para seu pai ele vai pensar mil vezes antes de processar o Binário. Porque numa suposta ação por danos morais que o pai da Binária queira propor, as testemunhas tendem a dar versões das mais variadas, cada um vai contar de seu jeito…

 

Por Ana-logia ( ana – segundo) e logia ( razão) ou seja, segundo a razão – a “maneira” de cada um contá-lo – esse fato vai se espalhar. Pode variar entre um testemunho exagerado e outro mais light diante do Juiz, inclusive pode ter outro testemunho contra Binária por ter contado aquilo…hahaha. A fofoca vai aumentando conforme o papo rola, cada um faz um teatro…

Analógico tem a ver com dedução, tipo se, Mouse falou aquilo então é porque binária já transou com ele…fica tudo no …se… quem sabe…logo deduzo quê … o fato flutua entre a realidade e a ficção, a imaginação e percepção de cada um, como ondas.

Ocorre que a prova é tudo em direito, sem provar um fato o Juiz não pode condenar, nesse caso, como a prova é somente de pessoas que estavam na festa, testemunhal portanto. Além do que fatores como o som que estava alto e as biritas idem, a realidade do fato as provas…rolaram na maresia da festa…virou história, papo magro. Nesse caso as provas são orais, não são concretas.

No outro dia Binário resolveu colocar tudo no orkut confirmou tudo… tu-di-nho e ainda xingou de mais outras coisas… Aí Binário dançou, dançou porque estava no mundo digital…onde é zero e um, é buraco e não buraco, é choquinho e não choquinho…e tá gravado, tá documentado

Não existe computador sem memória, tudo que se escreve e se faz num computador está obrigatoriamente gravado em algum lugar, seja no próprio PC ou na rede. Fica “colado” num disco, fita ou chip, ou mais provável em dezenas deles, aí rola a tal da prova, sujou legal não dá pra negar, escreveu marcou, literalmente.

Binária conta pro pai, e ele, alarmado com a possibilidade dessas coisas caírem na tela do povo, e sabendo que aquilo está gravado, vai na polícia e presta queixa. Na internet não tem conversa “de pé de ouvido”, quer dizer até tem, mais somente em e-mail, ou canais privados, mesmo assim com muita vulnerabilidade.

Porque é o seguinte, mesmo que vc ache que aquele fato já tenha sido divulgado para todo mundo, pode ser o xingamento ou a foto de um amigo que tenha mandado em caráter íntimo, reservado, ou alguma outra pessoa tenha colocado sem que o “artista” tenha autorizado. Qualquer um que passe para frente pode ser condenado, não importa quem tenha te enviado, mas sim o fato de que vc foi canal de divulgação também. Então, além de estar gravado, documentado e provado, basta ir num cartório e fazer uma escritura, chamada ata notarial, para documentar para sempre aquele fato, e garantir ao Juiz que um dia aquilo esteve disponível na internet pra galera toda.

E tem mais, porque quanto mais pessoas virem, maior pode ser a indenização ($$$$$) que o Binário ( ou o pai) terá que pagar… é isso mesmo a lei manda indenizar porque todo direito violado tem um preço, uma recompensa financeira pelos danos causados…

Isso sem falar da pena criminal que pode ser a prestação de serviço comunitário, por exemplo, varrer a rua… viram o cantor Boy George outro dia em Londres? E além desse mico ( não que varrer rua seja indigno como profissão, mas é o maior mico como castigo legal) vc tbem passa a ter antecentes, ou seja, já tem história de outra vez que já fez besteira… e isso no direito tambem conta , vacila uma vez peninha pequena, vacilou de novo o bicho começa pegar… todo mundo diz que a justiça não funciona … até que ela te pega, se liga! Ninguém está livre da lei, pode demorar mas um dia ela vem… se ela não funcionasse as cadeias estavam vazias, sacô! Dona “justa” é maligna…

Então galera, se liga, internet não é privada… Não dá para apertar a descarga e achar que aquilo que foi feito, vai sumir, pode até sumir do seu computador, mas tá na rede galera… O máximo que dá para fazer num caso desses é Binário escrever no mesmo lugar pedindo mil desculpas dizendo que, tava irado naquele dia que não queria ofender e pedir milhares de desculpas “publicamente” por ter feito aquilo. Ou seja, tentando se retratar.

Mesmo assim, ainda não está livre de ser condenado. Se foi a foto, não adianta mais pedir desculpa a “intimidade” já rolou… De um ano para cá, já foram mais de 500 processos abertos aqui em Curitiba, inclusive já criaram até uma delegacia de crimes eletrônicos…

Últimos posts

Deixe um comentário

Comece a digitar e pressione Enter para buscar