Testamenteiro e Estreitamento; um jogo de palavras

 em Diversos

O que existe em comum entre Testamenteiro e Estreitamento, Iracema e América?

Anagramas. Esta é a resposta para a estranha pergunta acima. Os pares de palavras acima são anagramas entre si.  

Um anagrama, se eventualmente algum leitor ainda não souber do que se trata, é uma espécie de jogo de letras (pode-se dizer que seja um tempero em uma sopa de letrinhas),  trata-se do resultando do rearranjo das letras de uma palavra ou frase para produzir outras palavras, utilizando todas as letras originais exatamente uma vez. (vide http://pt.wikipedia.org/wiki/Anagrama )

Confesso, vivi por 46 longos anos e, até hoje, não sabia que  Iracema, personagem central do romance homônimo escrito por José de Alencar, no longínquo ano de 1875, é um anagrama da palavra América. Uma homenagem, portanto, do grande escritor ao nosso continente.

Bem se vê que este autor, tabelião, que tantos testamentos já lavrou  – atos que, efetivamente,indicavam testamenteiros, provocando assim o estreitamento das margens de atuação de herdeiros e legatários –  não era um bom aluno de literatura e, arrependido, confessa envergonhado: nunca leu mais do que um resumo daquela grande obra literária, apesar de tal leitura ter sido tarefa escolar obrigatória.

 Recomendo: consulte o endereço http://www.dicio.com.br  e descubra diversos anagramas, rimas e definições de milhares de palavras.

Últimos posts
Showing 0 comments
  • J. Hildor
    Responder

    Sobre os anagramas tratados pelo autor, lembrei dos gêmeos Ícaro e Oraci (lendo-se Oraci ao contrário tem-se Ícaro, e vice-versa), que jogavam no meu time do curso primário, e eram o inverso um do outro, tal qual os nomes: um, ponteiro direito; o outro esquerdo; um gordinho, o outro magérrimo; um bom de bola, o outro perna-de-pau; um extrovertido, o outro introvertido. Enfim, se pudessem ser lidos, a leitura deles seria ao contrário, igual os nomes.
    Parabéns pelo texto.

  • J. Hildor
    Responder

    Sobre os anagramas tratados pelo autor, lembrei dos gêmeos Ícaro e Oraci (lendo-se Oraci ao contrário tem-se Ícaro, e vice-versa), que jogavam no meu time do curso primário, e eram o inverso um do outro, tal qual os nomes: um, ponteiro direito; o outro esquerdo; um gordinho, o outro magérrimo; um bom de bola, o outro perna-de-pau; um extrovertido, o outro introvertido. Enfim, se pudessem ser lidos, a leitura deles seria ao contrário, igual os nomes.
    Parabéns pelo texto.

Deixe um comentário

Comece a digitar e pressione Enter para buscar