Connection Information

To perform the requested action, WordPress needs to access your web server. Please enter your FTP credentials to proceed. If you do not remember your credentials, you should contact your web host.

Connection Type

Diário Auxiliar e Livro Caixa

 em Diversos

A indagação requer um esclarecimento pontual. Antes de se entrar em distinções entre um e outro instrumento (que são diferentes, sem dúvida), é de se considerar que são obrigações (uma, tributária e a outra, administrativa), que sujeitam “pessoas” diferentes.

 

Em que pese saibam todos que os “cartórios” não possuem personalidade jurídica, são os serviços de notas e de registro os sujeitos passivos da obrigação prevista, há muito tempo, no Estado de São Paulo e que agora é dever estendido, pelo Provimento CNJ nº 34/2013, a todas as serventias extrajudiciais brasileiras.

 

Estabeleceu o artigo 1º do Provimento CNJ nº 34/2013 que, verbis:

 

“Art. 1º Os serviços notariais e de registro prestados mediante delegação do Poder Público a particulares, ainda que sob a responsabilidade de interinos, possuirão Livro de Registro Diário Auxiliar da Receita e da Despesa” (Original sem destaques).

 

Enquanto isso, a legislação tributária federal atribuiu sujeição passiva, no tocante ao IRPF – Recolhimento Mensal Obrigatório (Carnê-Leão), ao titular dos serviços notariais e de registro, que é o contribuinte do tributo de competência da União.

 

É o que se pode depreender do que prevê o artigo 75 do Regulamento do Imposto de Renda (aprovado pelo Decreto nº 3.000/1999):

 

“Art. 75. O contribuinte que perceber rendimentos do trabalho não-assalariado, inclusive os titulares dos serviços notariais e de registro, a que se refere o art. 236 da Constituição, e os leiloeiros, poderão deduzir, da receita decorrente do exercício da respectiva atividade.” (Original sem destaques).

 

Daí a assertiva de que o Diário Auxiliar (instrumento administrativo), pertence à Unidade (acervo do Estado), e o Livro Caixa (instrumento fiscal), pertence ao titular da delegação (contribuinte do imposto), sendo que, bem por isso, tais instrumentos não se confundem e um não substitui o outro, até porque devem ser preenchidos em obediência a regras que não são coincidentes.

 

Não bastassem as considerações acima apresentadas, a necessidade de escrituração dos dois livros é conclusão da própria Corregedoria Nacional de Justiça, órgão instituidor do Livro de Registro Diário Auxiliar da Receita e da Despesa.

 

Confira-se o que esclarece o CNJ, por meio da Orientação nº 06/2013, exatamente sobre o assunto:

 

“Art. 1º Esclarecer às Corregedorias Gerais da Justiça, aos Juízes Corregedores, ou Juízes que na forma da organização local forem competentes para a fiscalização dos serviços, e aos responsáveis pelas delegações do serviço extrajudicial de notas e de registro, que:

I. o Livro de Registro Diário Auxiliar previsto no Provimento nº34/2013 não se confunde e não substitui livro contábil previsto em legislação fiscal (…)” (Original sem destaques).

 

Assim, mantido na serventia e à disposição dos magistrados com atribuições correcionais, deve ser diariamente escriturado o Diário Auxiliar (pelo titular da delegação ou pelo designado para responder pelo expediente da delegação vaga), enquanto que o Livro Caixa deve ser escriturado e mantido pelo contribuinte do imposto (titular da delegação), à disposição da fiscalização da Receita Federal do Brasil.

 

Alerta: se o titular é daqueles que entendem que basta um único livro para as duas obrigações, é certo que algumas das regras do Código de Normas da Corregedoria do Estado e ou da Legislação do Imposto sobre a Renda não estão sendo observadas.

 

Dica: na era da informática e da Internet em que vivemos é possível que os lançamentos a título de receitas e despesas sejam feitos, um a um, devidamente classificados em rigorosa observância ao que dispõem as respectivas disciplinas, e que, no momento certo, Você peça ao programa que utiliza o relatório que deseja:

1)     Livro de Registro Diário Auxiliar da Receita e da Despesa; ou

Livro Caixa

Últimos posts
Showing 6 comments
  • VALDIR FACCIO
    Responder

    livro diario auxiliar

  • VALDIR FACCIO
    Responder

    livro diario auxiliar

  • VALDIR FACCIO
    Responder

    como adquirir sistema livro diario auxiliar

  • VALDIR FACCIO
    Responder

    como adquirir sistema livro diario auxiliar

  • Antonio H. Filho
    Responder

    Sr. Valdir Faccio,

    A resposta à sua indagação poderá ser obtida consultando uma das várias empresas que produzem software para “cartórios”.

    Att.

  • Marcia
    Responder

    Sr.Valdir, bom dia!
    As despesas dedutíveis ou não, referentes ao cartório devem ser provisionadas?

Deixe um comentário

Comece a digitar e pressione Enter para buscar