COMO SERÁ O AMANHÃ?

 em Diversos

 Pensar na vida no futuro certamente é uma das coisas mais instigantes. Dentre todas as previsões sobre nossa vida no futuro as do desenho “Os Jetsons” sempre foram as que mais me empolgaram, lembro-me deles sempre que saio do escritório no fim da tarde e penso em  como gostaria de ter uma daquelas naves silenciosas que me levassem pra casa voando em poucos segundos… e lá se vão mais de 40 anos e o mais próximo daquilo que temos são os caros e barulhentos helicópteros que estão mais para os "Flintstones"…                    

                Uma das promessas estampadas nesta semana pelo The Wall Street Journal é a de que  nossos carros serão dirigidos por robôs, ainda que continuem rastejando.  Se bem que, diante da atual absoluta escassez de empregadas domésticas, falta mesmo nos faz é uma “Rose” como a da família Jetsons – porque nós, com muito custo quando conseguimos uma, é daquelas que mais “falta” do que aparece -.

                Leio no jornal que a internet – aquela que nem os Jetsons tinham e ninguém previu – será também “das coisas”. Sim, elas também vão começar a te mandar email, ou seja, se você acha que já tem informações demais em sua caixa de correio eletrônico, aguarde só para ver a coleira do seu cachorro avisar que ele fugiu ou decerto que está com pulgas, a geladeira avisando que está vazia, que seu filho abriu o pote de biscoito além do combinado,  não fez a lição e já esta no videogame há quatro horas!

                 E vejam só a consequência que já tem nome e diagnóstico – INFOBESIDADE –  ou na versão em inglês information overload. Diagnóstico: Excesso de informações, causando angústia, ansiedade e depressão. E já começa a virar epidemia, ou seja, além da nossa  obesidade física,  teremos agora a mental!

                Mas não se desespere caro leitor, nem tudo está perdido, existem notícias alvissareiras. Se o seu coração estiver precisando de uma artéria nova para fazer uma ponte de safena ou se precisar de uma cartilagem nova para suas mãos (por causa do teclado), uma impressora irá produzir novos tecidos de células vivas. Esfolou o dedo? Adeus band-aid, imprima um pedaço de pele na hora. Em tempo real, ao vivo em cores!  Quem promete e já faz testes com as chamadas bioimpressoras 3D, é uma empresa da Califórnia chamada Organovo.

             

   O que será amanhã? Responda quem puder. O que irá acontecer? O meu destino será como Deus (e a tecnologia) quiser, Como será?

                Certo mesmo está o Veríssimo… “No fim o que a gente mais sente falta, do passado, é o futuro que ele previa”.

Últimos posts

Deixe um comentário

Comece a digitar e pressione Enter para buscar