Connection Information

To perform the requested action, WordPress needs to access your web server. Please enter your FTP credentials to proceed. If you do not remember your credentials, you should contact your web host.

Connection Type

O novo consumidor e a questão ambiental

 em Certificação Socioambiental

Descrever o novo consumidor, sob a visão do marketing é relativamente fácil. São homens e mulheres de qualquer idade que ambicionam obter, por meio de suas aquisições, a sensação de autenticidade, de exclusividade.

Este conceito vai além da aquisição. Comprando produtos com a imagem de socialmente justos e ambientalmente responsáveis, os consumidores desejam ser percebidos desta forma dentro da sociedade em que vivem.

Este novo consumidor valoriza aspectos mais subjetivos nos produtos e a informação subliminar que a aquisição do produto transmite aos demais membros da comunidade. Compreender os fatores que o motivam pode significar o futuro de uma empresa e do seu trabalho.

No caso ambiental isto é bem claro. A nítida ênfase das propagandas das organizações financeiras, setor mais lucrativo da atual economia não deixam dúvidas. Todas as instituições, em maior ou menor grau, optam por uma estratégia de comunicação que valoriza a responsabilidade socioambiental em suas mídias.

Como se não bastasse a diversidade de produtos nas prateleiras, multiplica-se a isto a diversidade de conceitos que cada um deles transmite. Os bancos mostram claramente que a opção pela responsabilidade socioambiental veio para ficar. Algumas empresas de petróleo e fabricantes de automóveis mais ousados também aderiram a esta comunicação. Assistir a estratégia de comunicação destes grupos, nos variados tipos de mídia não deixa dúvidas.

Este grupo influencia o consumidor por estar “próximo” a ele, ainda que sejam celebridades. A tradicional propaganda boca a boca continua existindo e sendo importante, e atualmente se vale muito da Internet para impulsionar ou jogar um produto na lama. São eles, muitas vezes, os responsáveis pela formação de um novo mercado consumidor.

Dentro deste contexto a adoção dos novos valores, que sejam eticamente comprometidos, socialmente justos e ambientalmente responsáveis, ganham uma dimensão nunca imaginada. Estamos perdendo a noção do que precisamos e do que nos empurram.

Será que realmente eu preciso de uma TV com tela LCD que mal entra na minha sala?

Será que realmente eu preciso trocar de celular a cada ano?

Será que realmente meu PC não presta mais e eu preciso de um notebook?

Será que realmente eu sei o que meus atos de consumo representam em termos ambientais?

Definitivamente não estamos preparados para destinarmos nossos resíduos de bens que deveriam ser duráveis e não descartáveis. Tente devolver uma lâmpada fluorescente em uma loja. Se conseguires vai ter que pagar para devolver. Tente devolver seu celular usado na loja. Tente devolver seu PC. Tente vender seu PC usado, talvez não consigas pagar uma jantar para a família com o valor recebido.

TV, celular, PC, DVD, etc. Lembra como foi difícil comprar o primeiro?

Não compramos aquilo que precisamos, compramos aquilo que nos promove socialmente.

Últimos posts

Deixe um comentário

Comece a digitar e pressione Enter para buscar